Tradutor

Read more: http://www.layoutparablog.com/search/label/Tradutores#ixzz1XuDxeCC1 Under Creative Commons License: Attribution

MCT

HISTÓRIA DO MCT

CRIAÇÃO DO MCT

O Movimento Conservacionista Teresopolitano (MCT) foi criado  no dia 20 de abril de 1974 e registrado oficialmente em cartório em 20 de abril de 1978 pelo naturalista  e artista plástico Vidocq Casas, que é militante ecológico e social partidário da Resistência Civil Pacífica, em defesa dos Direitos Humanos e da Paz Mundial, visando um mundo mais justo e humano para todos. 

Nessa missão teve o apoio irrestrito e a solidariedade de dezenas de militantes sociais e ecológicos, além de médicos, advogados, biólogos, cartógrafos, jornalistas, arquitetos, engenheiros, professores, artistas, pessoas destemidas como Drª Cassia Cristina Cunha, primeira vice-presidente, bióloga e jornalista co-fundadora e idealizadora do MCT; a botânica Maria Adelaide de Freitas; Sr Jerson Corradini; Prof . Henrique Miranda, jornalista que foi vice-presidente da ABI e membro fundador do CONDEPAZ; Dr Paulo Caminha, dentista e Dr Antônio Sumavielle, médico e secretário geral do MCT, ambos já falecidos; Dr José Augusto Ferro Costa, médico e atual secretário geral do MCT; Dr. Odilon Niskier,advogado e  membro da diretoria consultiva;Dr Estanislau Kostra da Silveira, biólogo e professor universitário, membro da diretoria consultiva; Dr Alexandre Kelnner, arquiteto também falecido, dentre outros muitos nomes de todos os segmentos da sociedade que ao longo dos anos nos ajudaram a construir a nossa história. 

NOSSA MISSÃO  

O Movimento Conservacionista Teresopolitano tem por máxima  a Glorificação da Vida. Por ser  uma ONG não possui fins lucrativos e nosso objetivo é servir a Cultura, à Defesa do  Meio Ambiente e da Natureza, à permanente Defesa dos Direitos Humanos e da Paz Mundial, vencer o apartheid  social em que a nossa civilização, infelizmente, vive .

O MCT não se vincula a qualquer tipo de manifestação política partidária, filosófica, religiosa, étnica, interesses econômicos, bem como de minorias e grupos , exceto aqueles que estejam de acordo com suas diretrizes.

É uma ONG que trabalha e luta para a execução de projetos, mobilização comunitária e ações de preservação socioambiental, desenvolvimento sustentável, implementação da Agenda 21, ecoturismo, proteção do solo e Qualidade de Vida em prol da sobrevivência e futuro da humanidade.


Além disso ele visa o intercâmbio sócio-cultural entre povos e nações para a consecução da Paz Mundial, desenvolvendo assim o espírito da fraternidade, solidariedade, e universalidade entre os homens.

O Movimento opõe-se a tortura e a pena de morte em todos os casos, sem exceção, e luta pela liberdade de todos os "prisioneiros de consciência", conquanto não tenha, usado ou professado a violência.

UM POUCO DE NOSSA HISTÓRIA
 
O MCT  absorveu a Sociedade dos Amigos de Teresópolis , com mais de 50 anos, na data de 29 de Dezembro de 1982 e a Sociedade dos Amigos da Árvore de Teresópolis, com 10 anos de criação, em 15 de Abril de 1983 e também auxiliou na criação da Associação do Meio Ambiente de Teresópolis -AMARTE.

O Movimento é membro do Conselho Brasileiro de Defesa da Paz - CONDEPAZ - e é reconhecido pela ONU em Defesa da Vida, da Natureza, dos Direitos Humanos, dos Povos Indígenas, das gerações Futuras e pela Cidadania Mundial e somos uma ONG de Utilidade Pública  Lei Municipal Nº 1343/91.

Além disso é uma ONG filiada ao CONSÓRCIO DA MATA ATLÂNTICA e Membro Fundador da Executiva da APEDEMA-RJ.

O MCT é Colaborador do Ministério Público Federal, através do Convênio com a Procuradoria da  República do Estado do Rio de Janeiro, Proc.Nº PRRJ- 08120004538/85.

Também é Membro do EARTH DAY (USA ) e  Membro Fundador da AMICHOL, Associação Qualidade de Vida do Tejo e Lisboa - Portugual.

Efetivando sua luta pelos Direitos Humanos, sediou o Grupo Brasil 9 da Anistia Internacional, em plena Ditadura Brasileira,  exercício que se mantém na defesa permanente da liberdade de expressão e na oposição à pena de morte e à tortura e ajudou em 1982, na  época  da abertura política do país, na criação da Sede  da Anistia Internacional no Brasil.

O MCT mantém há 35 anos o Jornal Resistência Verde - SOS Terra, distribuído gratuitamente à comunidade  no seu papel de criar nas gerações presentes e futuras uma "consciência ecológica" efetiva mantendo uma educação ambiental  constante  além de promover as artes, a cultura  e  a luta social dentro dos princípios fundamentais dos direitos humanos.

Em  1990 o MCT  criou os GRUPOS VIDA, para a formação da "consciência ecológica" através da educação ambiental efetiva   dos jovens e da comunidade  ao mesmo tempo que exercitam  a preservação do meio ambiente, o amor à Natureza e aos Direitos Humanos. 

Os Grupos Vida, integrado pelos Jovens Aventureiros Águia, espécie de “Brigada Ecológica”, com sede no Tiro de Guerra, com o apoio do Exército Brasileiro, sendo  Coordenador dos Grupos  o Prof. Cleiton Pimentel, onde praticam esportes, recebem aula de Educação Ambiental, Montanhismo, Primeiros Socorros, Combate a Incêndios nas Matas, assim, os Grupos Vida formam a Brigada Verde e auxiliam o Corpo de Bombeiros apagando incêndios em matas no município e, ainda, integram  á Defesa Civil participando  na ajuda  às comunidades.

Este trabalho desenvolvido pelo MCT  nos Grupos Vida ajuda a afastar os jovens da marginaliade, do tráfico, consumo de drogas, da prostituição, da violência e de todos os males sociais que vêm prejudicando o desenvolvimento espiritual, ético e físico dos jovens nos  diversos segmentos das comunidades.  

O MCT ainda mantêm íntimas relações com o CESO ( Centro Excursionista Serra dos Órgãos ) e com a Escola de Montanhismo Lagartos em Teresópolis .  
  
Além disso criou conjuntamente a  APANDE ( Petrópolis ), a  CECNA  - Centro de Estudos  da Natureza de Nova Friburgo e o PACTO SERRANO , em 1980, para defesa de todos os Ecossistemas da Região.  

Durante a ECO-92 entregou pedido para que a Floresta do Jacarandá (31.600 ha) e o Parque Nacional da Serra dos Órgãos (11.000 ha) fossem transformados em  Reserva da Biosfera e Patrimônio da Humanidade, pedido extensivo a todos os Parques Nacionais Brasileiros e do mundo, documento este entregue em 05 de junho de 1992,  em mãos, ao Sr. Maurice Strong, secretário geral da ECO-92  no Fórum Brasileiro de ONG´s  do  qual   participa e é membro  fundador.

O nome do MCT consta em todas as listas de Entidades pela Natureza, sobremaneira no CNEA - Cadastro das Entidades Ambientalistas. Possui convênio com o IBAMA, Centro de Excursionistas Serra dos Órgãos, IEF - Instituto Estadual de Florestas com a qual  tem intensa colaboração e com a Prefeitura Municipal de Teresópolis.